segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Bolsonaro Ensaia Novo Golpe Militar!?

Posted by Julio Neto On segunda-feira, setembro 17, 2018 No comments

Leia até o final, não precipite suas opiniões.

O candidato Jair Bolsonaro, eleito em quase todas as eleições que participou através do voto na urna eletrônica, agora questiona o equipamento.

Há quatro anos, vimos comentários nessa linha e, após a eleição, um movimento partidário iniciado logo após o pleito, culminou com a queda de Dilma Rousseff.

Agora, o presidenciável afirmou que "o PT descobriu o caminho para o poder: o voto eletrônico". Bolsonaro sugeriu a existência de programas que podem fraudar as urnas eletrônicas e que podem inserir "uma média de 40 votos para o PT" em sessões de votação em todo o Brasil (Uol Notícias).

Independente de quem vá ganhar a eleição, o brasileiro precisa entender que a democracia pode ser ruim, mas a falta dela é muito pior.

Esse tipo de discurso é perigoso e coloca em risco a única coisa no Brasil que pode ser admirada em muitos países: a liberdade. Aqui temos liberdade de culto, de gênero, de expressão... De modo que, se ganhar o Bolsonaro, enquanto povo, deve-se respeitar a decisão da maioria e torcer para que ele faça um bom governo. Mas se não for ele o presidente eleito no próximo dia 07 de outubro, que o país mantenha-se tranquilo e torça para um bom governo com a mesma intensidade que torcem (ou torciam) para a Seleção Brasileira de Futebol.

A última vez que o povo foi para as ruas fazer barulho, ajudou a derrubar um governo medíocre e colocar em seu lugar um governo cuja definição não cabe mencionar aqui, para não ser muito desagradável e ofensivo. As intenções e os frutos do Governo Temer estão aí para quem quiser ver.

Assim, fica a dica: votem com consciência e não se deixem guiar por discursos que proponham a privação da sua liberdade.

Além disso, esse é um país onde o presidencialismo é de fachada. Quem manda no país são os parlamentares. Todo presidente tem que "negociar" com senadores e deputados caso queiram governar.

0 comentários :