terça-feira, 2 de outubro de 2018

Moro, a Justiça tem Posição Partidária?

Posted by Julio Neto On terça-feira, outubro 02, 2018 No comments

Às vésperas da Eleição presidencial, Moro libera delação onde Palocci diz que Lula sabia de corrupção na Petrobras (Fonte: El País).

Fonte da Imagem: CLICK POLÍTICA 
A imagem acima circula nas redes sociais e levantam dúvidas acerca da isenção do juiz federal. Tais ações, despertam ainda mais esse questionamento. 
A possibilidade de não ter o candidato do PSDB no segundo turno das eleições presidenciais 2018 repercutiu na Operação Lava Jato?
Essa é a pergunta que muitos, inclusive jornalistas, estão fazendo. Mesmo sendo favorável a todas as operações organizadas pela Polícia Federal e defendendo a ideia de que se deve cumprir a Lei colocando todos os condenados na prisão, não dá pra ignorar a ação política tão evidente quanto essa; uma ação que denuncia a posição partidária de um juiz federal e, consequentemente, dos interesses que originaram a Lava Jato. 

O Brasil está a mercê de um sujeito vaidoso e narcisista com uma posição partidária muito clara, já evidenciada em outras ações da Operação em questão. A ação desse indivíduo expõe a fragilidade jurídica brasileira, expõe os riscos de estar submetido ao juízo de uma justiça que não é cega e nasceu dessa mesma sociedade de onde saem os políticos corruptos.  

Como diria Lima Barreto, "o Brasil não tem Povo, tem público." A República Brasileira nasceu sem a participação popular, controlada por uma elite mesquinha e totalmente desvinculada dos interesses da população. Nessa República todas as instituições nasceram para atender aos anseios desses coronéis (hoje empresários), inclusive a justiça. 

Então caro Moro, não dê margem para que as pessoas definam, a partir das suas atitudes, a sua posição partidária dessa maneira, dê lisura ao processo e nos permita acreditar que a Lava Jato vai afetar a todos os corruptos e não somente os corruptos do PT e seus aliados. 

Esse argumento de que a divulgação da delação é legal, não dá pra conceber. Isso aí pode até ser legal, mas às vésperas da eleição, relevando sua posição partidária, não é moral.


0 comentários :